Núcleo de Gestão e Formação

O Núcleo de Gestão e Formação Profissional do  programa NEOJIBA abriga as áreas artística, pedagógica e de desenvolvimento social. É responsável por gerir as atividades dos núcleos em toda a Bahia, coordenando o funcionamento e o desenvolvimento de suas principais formações musicais: Orquestra Juvenil da Bahia, Orquestra Castro Alves (OCA), Coro Juvenil e Grupos de Câmara.

É o espaço de formação dos integrantes do NEOJIBA nas áreas de execução instrumental, canto coral, iniciação musical, regência, gestão de núcleos, criação e manutenção de arquivo musical e digital, radiodifusão, manutenção e reparação de instrumentos musicais e gestão cultural. 

Sediado em Salvador, o Núcleo de Gestão e Formação Profissional é responsável pela criação e estruturação logística e pedagógica dos Núcleos de Prática Musical, incluindo a formação dos monitores orquestrais e corais que disseminam o modelo social e pedagógico do programa.

O núcleo central também apoia a capacitação de professores na área musical, coordena e administra as atividades do Atelier Escola de Lutheria (AEL), do Centro de Documentação e Memória (CDM) e dos Projetos Itinerantes, que articulam uma ampla e diversificada rede de parceiros na capital e no interior do estado.

No Núcleo de Gestão e Formação Profissional, crianças, adolescentes, jovens, projetos parceiros e professores atuantes na área musical têm acesso gratuito a um conjunto de atividades pedagógicas, realizadas em cooperação com músicos e instituições de excelência de âmbito nacional e internacional. Destaque para o intercâmbio anual promovido com a Haute Ècole de Musique (Escola Superior de Música) de Genebra, desde 2014. Em 2015, o NEOJIBA foi o primeiro programa de formação orquestral do Brasil contemplado pelo Orchestra Residencies, iniciativa da consagrada violinista Midori Goto.

Endereço: Teatro Castro Alves - Praça Dois de Julho, s/n, Campo Grande
Telefone: (71) 3117-4844
Horário de funcionamento da secretaria: Das 9h às 12h e das 13 às 18h

Coro Juvenil do Neojiba

Criado em 2010 para promover a formação de jovens através da prática coral de excelência, o Coro Juvenil do NEOJIBA começou suas atividades sob a regência do maestro Obadias Cunha e com a participação de estudantes do Instituto Central de Educação Isaias Alves (ICEIA). Em 2011 o coro passou a ser dirigido por Yuli Martinez, que conta com o apoio de Claudia Santos, na regência e no acompanhamento instrumental, e Andréa Alves, na preparação vocal. Os integrantes do coro atuam como jovens multiplicadores nas atividades de canto coral nos núcleos de Prática Musical do NEOJIBA. Para o exercício da monitoria, eles recebem aulas regulares de técnica vocal, iniciação musical através de coral, noções para execução de instrumentos de teclado e regência coral.

Coro Sinfônico

Fundado em 2012, o Coro Sinfônico é uma atividade de extensão do NEOJIBA. Ele surgiu especialmente para a execução da Sinfonia nº 9 de Beethoven, na ocasião do aniversário de cinco anos do NEOJIBA, em 2012, sob a regência do maestro Paulo Novais. O Coro recebe voluntários de qualquer idade e muitos dos integrantes são familiares dos integrantes das outras formações do Programa. Eles recebem treinamento vocal da equipe coordenada por Yuli Martinez, que conta com Claudia Santos e Andréa Alves na preparação vocal.

Grupos de Câmara

Grupos de Câmara são formações com número reduzido de músicos, como um quarteto de cordas, um quinteto de sopros ou metais. A criação de grupos neste formato é uma parte importante da história e construção individual e coletiva do programa NEOJIBA, pois ajuda a fortalecer o senso de iniciativa e responsabilidade pessoal. A intenção é incentivar o empreendedorismo na área musical e abrir espaço para propostas artísticas inovadoras, como a criação, por parte dos jovens músicos, de suas próprias formações musicais.

Orquestra Castro Alves

Criada em 2009, inicialmente como uma formação de cordas. No ano seguinte, transformou-se em orquestra sinfônica e recebeu o nome em homenagem ao poeta baiano. A OCA agrega músicos que se encontram em estágio intermediário de capacitação sob a monitoria dos instrumentistas da Orquestra Juvenil da Bahia. Recebe um grande número de integrantes vindos dos diferentes núcleos de Prática Musical do programa e membros da Rede de Projetos Orquestrais da Bahia, entre outros parceiros do NEOJIBA no interior do estado da Bahia.

Orquestra Juvenil da Bahia

É a principal formação do programa NEOJIBA, composta por 100 jovens de 13 a 29 anos. Criada em 2007, sua principal característica é a capacidade pedagógica de seus integrantes. Muitos deles são jovens multiplicadores envolvidos na formação musical de mais de 6 mil crianças e adolescentes no estado da Bahia. Destaque no cenário nacional e internacional, a orquestra já realizou mais de 190 apresentações para um público de 200 mil pessoas. Foi a primeira orquestra juvenil brasileira a se apresentar na Europa, em 2010. Artistas como Martha Argerich, Jean-Yves Thibaudet, Midori Goto, Maxim Vengerov, Maria João Pires, Colin Currie, Cesar Camargo Mariano e Orkestra Rumpilezz são alguns dos nomes que já tocaram ao lado da formação, que mantém agenda anual com turnês e concertos no Brasil e no exterior.